Frida Kahlo mais viva do que nunca…

Marcanni Construtora 23 de maio de 2018
2 pessoas gostaram desse post

Ao contrário de muitos artistas, Frida Kahlo não começou a pintar desde cedo. Embora seu pai Guillermo tivesse nas artes um passatempo, a pintora mexicana não tinha interesse na pintura como uma perspectiva de carreira.
Durante sua adolescência, assistiu aulas de desenho e modelagem, e aos 18 anos aprendeu a técnica de gravura com Fernando Fernandez. Desde muito jovem possuiu um histórico de problemas de saúde acima da média (teve poliomielite aos 6 anos de idade, doença que lhe causou sequelas físicas que lhe custaram o apelido de Frida “pata de palo”- ou “perna de pau”). E foi após mais um episódio de sofrimento físico extremo de sua biografia, que foi selado pra sempre seu destino como uma das artistas latinas de maior expressão na história da arte moderna: Um grave acidente entre o bonde no qual viajava, e um trem, onde o pára-choque de um dos veículos perfurou-lhe as costas, fez com que Frida ficasse muitos meses entre a vida e a morte no hospital, enfrentando diversas cirurgias para reconstruir por inteiro seu corpo perfurado. Durante a sua longa convalescença, começou a pintar, usando a caixa de tintas de seu pai e um cavalete adaptado à cama. O acidente obrigou-a a usar coletes ortopédicos de diversos materiais, e ela chegou a pintar alguns deles (como o colete de gesso da tela intitulada A Coluna Partida).
Em 1928, entrou no Partido comunista mexicano e conheceu o muralista Diego Rivera, com quem se casou no ano seguinte. Sob a influência da obra do marido, adotou o emprego de zonas de cor amplas e simples, num estilo propositadamente reconhecido como ingênuo. Procurou em sua arte afirmar a identidade nacional mexicana, por isso adotava com muita frequência temas do folclore e da arte popular do México.
Sua missão foi cumprida e superada, e a vivacidade da arte de Frida ajudou a reforçar a identidade cultural não apenas do México, mas de toda a América Latina. A atualidade e a relevância de sua expressão artística a tornaram um ícone da cultura pop do século 21 em todo o mundo.
E para homenagear esta ícone da arte tão presente no dia a dia da nossa cultura e enriquecer de conhecimento o universo de seus fãs, a plataforma digital Google Arts & Culture lançou, nesta quinta-feira (23), a exposição online sobre a pintora, que mostra detalhes de sua vida pessoal e conta com mais de 800 artigos de sua história.
Dentre as peças expostas, é possível encontrar 20 imagens em alta resolução de suas pinturas, que permitem visualizar detalhes que passariam despercebidos a olho nu, além de cartas, obras, retratos, e ainda cinco tours virtuais de lugares que destacam momentos marcantes da carreira de Frida.

Para reunir o acervo da artista, a Google fez parceria com 33 museus de sete países diferentes e diversos especialistas. A exposição digital está imperdível! Não deixe de conferir!

Clique aqui e acesse a plataforma digital Google Arts & Culture: https://goo.gl/DLa2EX

Categorias: Atualidades
  • 0
  • 602
Marcanni Construtora

Comprometimento e Qualidade espelham a trajetória de sucesso da Marcanni no Tatuapé, que desde 2003 se destaca no setor de empreendimentos imobiliários como Construtora de padrão sofisticado, trazendo o que há de mais moderno em engenharia civil.